quinta-feira, 16 de julho de 2009

F1-N17 Justiniano Simões Lopes (1864-1936)



Justiniano Simões Lopes nasceu em Pelotas, no dia 11 de agosto de 1864. Foi o décimo-quarto filho do Visconde da Graça, e quinto filho de sua segunda esposa Zeferina Antônia da Luz Simões Lopes, a Viscondessa da Graça.
Estudou em vários colégios no Rio Grande do Sul. Tenente-Coronel da Guarda Nacional. Agente da Companhia Lloyd Brasileiro. Foi industrial durante trinta anos, diretor da Companhia de Iluminação a Gás e Conselheiro Municipal. Sócio do Club Commercial de Pelotas e do Club de Commercio de Rio Grande.Autor de ligeiras conferência sobre indústria pastoril.
Casou-se com sua prima Luíza Sequeira, nascida em 28 de junho de 1871, filha do açoriano, da freguesia de S.Roque da ilha do Pico, Manoel Lopes de Sequeira e da pelotense Maria Dorotéia da Fontoura Barcelos, neta paterna de Tomás José Lopes de Sequeira e Ana Isabel Felícia de Melo, e neta materna de Luiz Teixeira Barcelos e Dorotéia Clara da Fontoura.
Seu avô Luís Teixeira Barcelos era filho de Inácio Rodrigues Barcelos e Emerenciana Manoela Teixeira; neto paterno de Antonio Rodrigues de Barcelos e Rosa Perpétua de Lima; neto materno de João Teixeira Carneiro II e Escolástica Maria de Jesus.
Sua avó Dorotéia Clara da Fontoura era filha de Antonio Carneiro da Fontoura e Ana Clara Joaquina da Silva; neta paterna de José Carneiro da Fontoura e Dorotéia Francisca Isabel da Silveira; neta materna de Manuel Félix e Maria Inácia da Conceição.
Justiniano e Luíza casaram-se em Pelotas a 19 de janeiro de 1889. Deste casamento nasceram 14 filhos.
Justiniano faleceu no Rio Grande a 26 de abril de 1936, aos 72 anos. Luíza faleceu no Rio de Janeiro, a 13 de dezembro de 1970, aos 99 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares